butterflies

Não sei o que estou a sentir. Não sei decifrar o código das batidas do meu coração neste momento, tão lentas e penosas, não sei sequer se estou a sentir algo. Só sei que dói, e não é pouco. Uma dor suficiente para me fazer chorar todas as noites. 
Minha borboleta sem destino, causas-te em mim um tufão com esse teu pequeno bater de asas, crias-te uma dor que só tu és capaz de consertar. Quem me dera saber para onde os ventos te levam, para onde eu te deixei ir; perdemos as pessoas que amamos muito fugazmente, aprendi que devemos deixa-las sempre com palavras de amor, quem sabe se não será a ultima vez que as veremos, e sabes? 
Tenho pena de não poder dizer-te neste momento o quanto o meu coração te ama, o quanto o meu corpo te chama, o quanto a minha alma te pertence. Só agora, neste instante, e consigo perceber que jamais seremos capazes de amar alguém tanto como somos capaz de sentir a sua falta. Serás sempre as minhas palavras mais lindas, amo-te.

3 comentários:

Rute Maia disse...

Olá! O meu nome é Rute Rita, e eu sei que isto pode não ser muito correto da minha parte mas eu vim aqui perguntar-te se tu gostas de moda, eu aposto que sim! (: Então, tudo o que te quero dizer é que eu tenho uma página sobre moda onde eu posto algumas noticias sobre celebridades, outfits, looks da passadeira vermelha, entre outras coisas nesta indústria. Eu adoraria que lá fosses dar uma vista de olhos e contribuísses com o teu “gosto”! (: Eu não te quero incomodar, mas eu ficaria muito contente se pudesse contar contigo! http://www.facebook.com/laritagiacco
PS: os post’s estão maioritariamente em inglês, pois muitos dos meus seguidores são do estrangeiro*

Andreia Morais disse...

Adorei o texto!

Beijinhos,
http://partedoquesou.blogspot.com

Diary of a poet disse...

E era tudo isto que eu queria dizer. Identifiquei-me em tudo, parece que leste os meus pensamentos. E eu sei como é penoso este sentimento